Mais um inquérito civil envolvendo o poder público está na mesa do promotor Hélio Jorge Gonçalves de Carvalho. Agora o assunto é a troca dos hidrômetros. Consumidores cansados de reclamar e sem explicações para o excessivo aumento em suas contas de água e esgoo, protocolaram uma representação no Ministério Público pedindo providências. A única explicação que receberam até agora de técnicos do DAE, foi que havia algum vazamento em suas casas, porém, os que procuraram por conta um outro  técnico no assunto constataram que não havia nem um sinal. E mais: o ponteiro do hidrometro “gira” mesmo com todas as torneiras fechadas.

O promotor considerou que é importante investigar melhor essa questão diante das denúncias. Um consumidor do Jardim Conceição gastou mais de R$ 500,00 com material hidráulico e constatou depois de gastar com mão de obra também, que não havia nem um sinal de vazamento em sua casa. De um total de 55 cópias de contas entregues ao promotor, somente seis não tiveram aumento maior que 50% .

O DAE vai ser notificado para esclarecimentos.  Em Mogi-Mirim aconteceu fato idêntico com a troca de hidrômetros e aumento abusivo nas contas de água e esgoto.  A Justiça daquela cidade mandou suspender a troca e determinou perícia nos aparelho