Notícias


Luto

27/03/2020 às 21:30:00

Morre aos 84 anos, Francisco Laerte de Cillo, ex-presidente da antiga Usina de Cillo


Morreu nesta sexta-feira (27), em Santa Bárbara d’Oeste, o produtor rural Francisco Laerte de Cillo, aos 84 anos. Francisco era de tradicional família barbarense ligada à fundação da antiga Usina de Cillo, que funcionou na cidade até o ano de 1979 quando foi desativada. Ele foi o último presidente administrador, além de acionista do grupo.

De acordo com informações do filho Celso, postadas em sua página no Facebook, o velório do pai será realizado a partir das 7h30 na Capela do Cillo, na Fazenda Boa Esperança, restrito aos familiares por conta da pandemia do coronavirus. “Agradeço desde já as condolências de todos”, escreveu. O sepultamento está marcado para as 9h30 no Cemitério Campo da Ressurreição. Francisco era casado com Maria Aparecida Martinelli de Cillo e deixou os filhos Ralph e Celso.

HOMENAGEM DO SOBRINHO

Francisco Laerte de Cillo era um apaixonado por mecânica e aeromodelismo, como relata seu sobrinho Fábio Pagotto em homenagem nas redes sociais.

Ele tinha uma oficina que era um sonho para quem gosta de mecânica - tinha tudo ali. Serra de fita, furadeira de bancada, um pequeno torno, todo tipo de ferramenta possível, e uma coleção de discos de jazz e música erudita. Foi ele quem me apresentou Modern Jazz Quartet, Louis Armstrong, Miles Davis e Dizzy Gillespie. E tinha muito Mozart, Bach e Vivaldi, escutados horas a fio enquanto ele trabalhava em qualquer coisa e eu aprendia.

Ficava muito feliz quando ele me delegava alguma tarefa - hoje sei que ele não precisava, mas desejava me ensinar. Muito do que sei de mecânica aprendi com ele.


Qualquer coisa que se quebrasse, de batedeira a trator, de motor de barco ao de um aeromodelo, ele sabia arrumar. Pilotava e consertava o próprio avião. Pintava, lixava, furava, serrava, acabava, dominava todos os processos de tratar madeira, metal, pedra, plástico e até coisas de que eu nunca tinha ouvido falar. E parecia que não tinha coisa que ele não sabia - um da Vinci da fazenda”. 

COMENTÁRIOS (Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).