Notícias


ECONOMIA

27/03/2020 às 17:40:00

Prefeito de Nova Odessa discute com representantes da Acino maneiras de ajudar o comércio


Preocupado não apenas com a saúde da população de Nova Odessa, mas também com as sequelas que a pandemia de coronavírus deixará na indústria e no comercial local, o prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza se reuniu nesta sexta-feira (27) com a vice-presidente da Acino (Associação Comercial e Industrial de Nova Odessa), Juçara Rosolen, para discutir maneiras de ajudar esses dois importantes setores da economia. O secretário de Assuntos Jurídicos, Alessandre Pimentel, também participou da reunião.

Bill esclareceu a representante da Acino, mais uma vez, que a Prefeitura de Nova Odessa está seguindo o contido no decreto estadual 64.881, de 22 de março de 2020, assinado pelo governador João Doria, no que diz respeito ao funcionamento dos estabelecimentos comerciais, e as recomendações do Ministério Público, através da promotora Beatriz Binello Valério, de suspender as atividades e os serviços públicos não essenciais que não puderem funcionar por meio dos sistemas delivery ou drive thru, sob o risco, inclusive, de responder judicialmente em caso de descumprimento.

“Foi um encontro muito importante e salutar. Pude explicar a Juçara que nós, enquanto município, somos obrigados a cumprir o que determina o decreto do governo estadual e as recomendações expressas do Ministério Público. Claro que temos ciência de que a pandemia não causará estragos apenas na saúde da população, mas também na economia de todos os municípios, do Brasil e do mundo. Não fechamos os nossos olhos, em nenhum momento, para esse problema. Mas o nosso foco está agora em salvar vidas. É evidente que a prefeitura inteira estará focada em ajudar os comerciantes, sejam eles pequenos, médios e grandes, e as indústrias. Mas importante também ressaltar que a recuperação econômica do País após essa pandemia depende muito mais do Estado e do Governo Federal, mas nós já iremos estudar medidas que possam trazer um fôlego neste momento aos comerciantes locais”, explicou o prefeito Bill.

Juçara disse que existem dois cenários: comerciantes que, mesmo com dificuldade, conseguem enfrentar a quarentena e outro grupo que não tem condições de enfrentar esse período de portas fechadas. “Vejo, como vice-presidente da Acino, que precisamos seguir apoiando o decreto do governador João Doria, que vai até 6 de abril. Daí em diante, é preciso analisar novamente a situação e começar a traçar medidas também no cenário econômico”, disse a vice-presidente da Acino. “Agradeço ao prefeito Bill por me receber e dar ouvidos ao momento delicado dos comerciantes e industriais”, completou Juçara.
 
COMENTÁRIOS (Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).